Entenda a importância da manutenção mensal do aparelho ortodôntico

Os cuidados com a saúde bucal vão muito além da simples escovação diária. Em alguns casos, o uso de aparelhos dentais é necessário para corrigir a posição dos dentes, trazendo benefícios não apenas estéticos mas também para a saúde em geral.

Se você já faz uso do aparelho e sempre pensa em cancelar as consultas de manutenção, por preguiça ou por não achar importante, vamos te mostrar como essas visitas mensais ao dentista são importantes para o sucesso do seu tratamento. Confira no post de hoje:

Check up da higiene

Um dos aspectos mais importantes durante um tratamento ortodôntico é a higiene bucal, que pode ficar prejudicada com a presença do aparelho. O paciente deve usar escovas de dente especiais e um passador de fios, além de enxaguantes bucais ou outros produtos recomendados pelo seu dentista.

O acúmulo de restos de alimento nos dentes pode atrair bactérias que causam doenças bucais e outros problemas como cáries e mau hálito, pondo em risco todo o tratamento. Durante a manutenção mensal, o dentista pode dar dicas sobre como fazer a higiene correta do aparelho e dos dentes, e complementar a limpeza diária no consultório.

Período de adaptação

Logo após a colocação do aparelho, as visitas de manutenção têm por objetivo amenizar o incômodo inicial e quaisquer possíveis dores que o paciente possa sentir nos primeiros dias. A adaptação ao aparelho ortodôntico pode demorar algum tempo, e o dentista tem importância essencial para tranquilizar o paciente e fazer os ajustes necessários para que tudo corra bem, além de indicar medicamentos para controle da dor.

Controle do tratamento

Com o passar do tempo, são necessárias intervenções do profissional para garantir que o tratamento se desenvolva como planejado. Nas consultas de manutenção, o dentista verifica se todas as peças e ligas continuam nos lugares indicados, se não existe desgaste ou perda de força e se não é necessário mudar o curso do tratamento para conseguir os resultados desejados.

Ele também pode diagnosticar problemas como tártaro, acúmulo de placa bacteriana ou doenças na gengiva, que muitas vezes não ser percebidas pelo paciente por conta do aparelho dental.

Problemas ocasionais

Durante o tratamento podem acontecer situações esporádicas que comprometam o funcionamento do aparelho, a maioria delas ligada à alimentação. Alimentos duros podem causar rompimentos, chicletes podem grudar no aparelho e fiapos de frutas ou de outros alimentos podem parecer impossíveis de serem removidos com a escovação comum.

Nesses casos, deve-se recorrer ao dentista sem demora, evitando complicações desnecessárias. O paciente nunca deve tentar remover ou afrouxar o aparelho, correndo o risco de danificá-lo de forma irreversível.

Dessa forma, se manter em dia com as consultas de manutenção mensal com o dentista é a melhor maneira de garantir a progressão do tratamento e evitar problemas que possam afetar seu sorriso.

Gostou? Então compartilhe com os seus amigos!

 

Fonte: TePe

Author Info

Adriano Facholli

Cirurgião dentista, desde 1991; Especialista em Ortodontia, desde 2005; Especialista em Ortopedia Facial, desde 2005; Membro Titular da Associação Brasileira de Especialistas em Ortodontia e Ortopedia Facial; Diplomado pelo Board Brasileiro de Ortodontia e Ortopedia Facial; Invisalign Doctor - Especialista Credenciado Invisalign; Ex-professor do Curso de Especialização em Ortodontia e Ortopedia Facial.